CETIC

Integração e Desenvolvimento de Softwares

O CETIC, tem como missão implementar e gerir pela integridade funcional dos sistemas e meios tecnológicos da Unizambeze assim como a pesquisa, promoção e divulgação das novas tecnologias e softwares que produzam soluções globais verticais (desde a redução de custos, melhoria da qualidade e uso racional dos recursos) em benefício da comunidade académica assim como de parceiros e outras Instituições.

No âmbito dos processos de desenvolvimento de softwares o CETIC executa um conjunto de actividades organizadas, usadas para definir, desenvolver, testar e manter um software. A seguir, alguns objetivos do processo de desenvolvimento:

  • Definição das atividades a serem executadas;
  • Quando determinada atividade deve ser executada;
  • Pessoa ou grupo a executar tais atividades;
  • Padronização no processo de desenvolvimento.

Desenvolvimento de Softwares

Existem diversos processos de desenvolvimento de software, no entanto há algumas actividades básicas comuns à grande parte dos processos existentes, nesse artigo será descrito algumas dessas actividades, como: Levantamento de requisitos, Análise de Requisitos, Projecto, Implementação, Testes, Implantação.

Levantamento de requisitos

Esta actividade tem como objectivo, compreender o problema, dando aos clientes, a mesma visão do que deve ser construído para resolução do problema. desenvolvedores e clientes, em conjunto, buscam levantar e priorizar as necessidades dos futuros usuários do software (necessidades essas denominadas como requisitos).

Análise de Requisitos

Esta etapa, também chamada de especificação de requisitos, é onde os desenvolvedores fazem um estudo detalhado dos dados levantados na actividade anterior. De onde são construídos modelos a fim de representar o sistema de software a ser desenvolvido.

Projecto

Nesta fase é que deve ser considerado, como o sistema funcionará internamente, para que os requisitos do cliente possam ser atendidos. Alguns aspectos devem ser considerados nessa fase de projecto do sistema, como: arquitetura do sistema, linguagem de programação utilizada, Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) utilizado, padrão de interface gráfica, entre outros.

Implementação

Nessa etapa, o sistema é codificado a partir da descrição computacional da fase de projecto em uma outra linguagem, onde se torna possível a compilação e geração do código-executável para o desenvolvimento software.

Testes

Diversas actividades de testes são executadas a fim de se validar o produto de software, testando cada funcionalidade de cada módulo, buscando, levando em consideração a especificação feita na fase de projecto. Onde o principal resultado é o relatório de testes, que contém as informações relevantes sobre erros encontrados no sistema, e seu comportamento em vários aspectos. Ao final dessa actividade, os diversos módulos do sistema são integrados, resultando no produto de software.

Implantação

Por fim a implantação compreende a instalação do software no ambiente do usuário. O que inclui os manuais do sistema, importação dos dados para o novo sistema e treinamento dos usuários para o uso correto e adequado do sistema. Em alguns casos quando da existência de um software anterior, também é realizada a migração de dados anteriores desse software.